Pular a navegação e ir direto para o conteúdo

Tecnologia Achix
Busca
Busca Avançada
Entrar | Não é cadastrado?
Você está em: Início » Jornal iTEIA » Os Quatro Pilares do Ecumenismo

Jornal iTEIA

06.07.2017 - 14h25

Os Quatro Pilares do Ecumenismo

Paiva Netto

ampliar Banco de Imagem
Paiva Netto

Em minha obra Sabedoria de Vida, afirmo que o Ecumenismo é a Vontade Universal de viver em Paz. Sem esse conhecimento não pode haver Política, muito menos a de Deus, do Cristo e do Espírito Santo.


Eis os Quatro Pilares do Ecumenismo, preconizados pela Religião do Terceiro Milênio:


1) Ecumenismo Irrestrito (Alziro Zarur);


2) Ecumenismo Total (Alziro Zarur);


3) Ecumenismo dos Corações (Paiva Netto);


4) Ecumenismo Divino (Paiva Netto).


 


Os Pilares Ecumênicos da Política de Deus


A Política de Deus encontra-se espiritualmente aí, mas irá se consolidar no coração dos seres do Mundo ainda Invisível, que vivem no astral próximo à Terra, e, por consequência, no dos humanos. É sobre aquilo que escrevi e que o dr. Bezerra de Menezes (Espírito) lhes tem aconselhado a estudar bastante: A Abrangente Missão do Templo da Boa Vontade*1. Assim nos fortaleceremos sobre o último dos Quatro Pilares do Ecumenismo*2. Estaremos diante da sublime conceituação da Religião do Terceiro Milênio sobre o Ecumenismo Divino, ou seja, o contato socioespiritual entre a criatura e seu Criador, visto que estamos abordando a Política sob o Critério do Cristo nos Universos, físicos e espirituais. (...) Portanto, a universalização do ser humano, que se integra na sua Origem Divina, tornando-se o Homem-Vertical, quer dizer, o Homem-Espiritual (de que falou Emmanuel no livro Pão Nosso), ou, mais, o Homem-Espírito!


A propósito, até poderíamos chamar esses pilares do Ecumenismo, acerca dos quais tenho tratado com vocês, também de “Os Quatro Pilares da Política de Deus”. Reparem que o terceiro deles, o Ecumenismo dos Corações, traz a sua contribuição social, para que, esquecendo as diferenças separatistas e tantas vezes cruéis — porque sabemos que o único juiz autorizado a nos medir espiritualmente é Deus —, nos preocupemos com o socorro às criaturas terrestres. Dessa forma, lutaremos pela implantação de uma Sociedade verdadeiramente Solidária Altruística Ecumênica.


O Ecumenismo dos Corações é aquele que nos convence a não perder tempo com ódios e contendas estéreis, mas a estender a mão aos caídos, pois se comove com a dor; tira a camisa para vestir o nu; contribui para o bálsamo curativo do que se encontra enfermo; protege os órfãos e as viúvas, como ensina Jesus, no Evangelho, segundo Mateus, 10:8. Quem compreende o alto sentido do Ecumenismo dos Corações sabe que a Educação com Espiritualidade Ecumênica se tornará cada vez mais fundamental para o progresso dos povos, porque Ecumenismo é Educação aberta à Paz; para o fortalecimento de uma nação (não para que domine as outras); portanto, o abrigo de um país e a sobrevivência do orbe que nos agasalha como filhos nem sempre bem-comportados. 


O Ecumenismo Irrestrito, que é também de Jesus, de Seu Poder e de Sua Autoridade, prega o perfeito relacionamento entre todas as criaturas da Terra. Ou seja, o Divino Modelo de Sociedade, pelo qual batalha a Política de Deus: Sociedade Solidária Altruística Ecumênica, base da Economia no futuro, a verdadeiramente solidária. Lembrem-se de que, tantas vezes, lhes disse que a Economia é a mais espiritual das ciências ou arte. Pode parecer curioso a alguns; no entanto, o ser humano de coração bem formado, por princípio, será incapaz de fazer da Economia o caminho para a miséria de multidões.


E o segundo pilar, o Ecumenismo Total, que preconiza a fraterna aliança da Humanidade da Terra com a do Mundo Espiritual Superior e com qualquer civilização que possa haver no Espaço Sideral, também faz parte da União das Duas Humanidades, proposta por Zarur como “a chave do segredo do governo dos povos”.


 


____________________________


*1 e 2 A Abrangente Missão do Templo da Boa Vontade e Os Quatro Pilares do Ecumenismo — Leia sobre o assunto no segundo volume da coleção Diretrizes Espirituais da Religião de Deus, do Cristo e do Espírito Santo, no capítulo “Quanto à Abrangência do Templo da Boa Vontade”, p. 277, ou na revista JESUS ESTÁ CHEGANDO!, edição comemorativa dos 10 anos da Academia Jesus, o Cristo Ecumênico, o Divino Estadista, que traz a Tese de Vanguarda da Religião Divina: Os Quatro Pilares do Ecumenismo.


 


José de Paiva Netto ― Jornalista, radialista e escritor.


paivanetto@lbv.org.br — boavontade.com 


 

Publicado por: Legião da Boa Vontade - LBV em 06.07.2017 às 14h41
Tags: paiva netto, ecumenismo, fazer bem ao proximo
Canais: Outros

Este conteúdo tem 0 Comentários

Neste espaço não serão permitidos comentários que contenham palavras de baixo calão, publicidade, calúnia, injúria, difamação ou qualquer conduta que possa ser considerada criminosa. A equipe do portal iTEIA reserva-se no direito de apagar as mensagens.

Deixe um comentário








Parceiros
Cooperação
Integração
Realização
Patrocínio

Ir para o topo